História da comunidade Santo Antônio(Invernada)

   Por volta do ano de 1950, Brandina Rute morava onde é hoje a Capela Santo Antônio, ela tinha costume de fazer festinhas com Capelões, onde rezavam. As festinhas tinha comida para as crianças menores de 07 anos, café com broa para adultos, procissão e leilões que eram feitos com produtos que a comunidade cultivavam, o dinheiro arrecadado era uso para realizar as próximas festas.
   Essas festas eram em homenagem ao Santo Antônio, toda a comunidade participava. Em 1965,Brandina Rute, faleceu, mas as festas continuaram com sua filha Francisca, porém nunca teve a presença de um padre, porque nessa época não tinha estrada, portanto o único transporte utilizado era o cavalo.
   No ano de 1972,Francisca se casou, foi embora e as festas acabaram.
   A partir daí as pessoas passaram a participar das festas da Paina e do Socavão que tinham presença de um padre, era a única vez que as pessoas participavam das Missas.
   Por volta dos anos 70,quando já tinha estradas na comunidade, o Padre Piva, apareceu na escola, que era construída de tabua lascada, do professor Pedro Silveira Martins, foi um susto para todos, ele tinha objetivo de conhecer a região.
   No ano de 1974 foi construída a escola de madeira onde está hoje. A comunidade sentiu a necessidade de uma Missa, e o Padre Faustino passou a celebrar a Missa na escola, por algumas vezes, depois veio o padre Antônio, que incentivou a comunidade a construir a Capela.
   Em Julho de 1985,um grupo de 04 seminaristas passou duas semanas  na comunidade, deixando muito conhecimento e uma força muito grande para a construção da Capela. A partir do mês de Agosto de 1985, as famílias começaram a arrecadar materiais para a construção da Capela.
   A primeira festa com a presença do Padre foi realizada no mês de setembro de 1986, ainda sem a Igreja. O lugar para a construção da Igreja já estava definido, seria perto da escola. Quando foi iniciada a construção resolveram mudar de lugar, mudaram para onde Brandina Rute morava e iniciou as primeiras festas, foi escolhido como padroeiro Santo Antônio, que era homenageado nas festas de Brandina.
   As pessoas da comunidade local e vizinha contribuíram com o que podiam, a prefeitura e o sr. Edison Menarim também ajudaram. A Capela foi concluída em 1989.
   No ano de 2003 a Capela foi reformada para melhor atender os fiéis, que no decorrer do tempo cresceu muito.
  A comunidade fica a 67km da Paróquia.